quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Suzuki Adventure Etapa Nordeste




terça-feira, 2 de setembro de 2014

I Itaipava Off Road

Evento: I Itaipava Off Road
Data: 20 e 21 de Setembro
Local: Parque de Exposições de Petrópolis - Itaipava -  Rio de Janeiro
Modalidade: Rally de regularidade

Categorias: Fun - Graduados - Light

Valores: Piloto + Navegador = R$ 200,00 + 5 Kg de Alimentos não perecíveis ( Entrega na retirada do kit )

Composição do kit = 2 camisetas, adesivos, 2 senhas para o almoço de premiação.
Zequinha: R$ 60,00 = Kit = 1 camiseta + almoço de premiação.

Obs: Todos os inscritos terão direito a participar do curso de navegação e condução off road.


Programação:

19/09 - 19:00Hrs - Recepção e retirada dos kits com bebidas dose dupla liberada para os inscritos.
Local: Preciatta Pizzaria e Creperia - Estr. União Indústria - 11.177 - Itaipava - Petrópolis - RJ

20/09 - 9:00 Hrs - Curso de navegação e condução off road Navegabem.
Local: Parque de Exposições de Petrópolis - Estrada União Industria - Itaipava

11:00 Hrs - Largada do primeiro carro do rally de regularidade.

14:30 Hrs - Chegada do primeiro carro do regularidade.

14:30 hrs - Abertura do almoço de premiação.

16:00 hrs - Premiação

Organização: Rallye Brasil Eventos
Apoio: Prefeitura Municipal de Petrópolis

Regulamentos e informações: www.facebook.com/copasudesterallyindoor 
email: rallyebrasil@outlook.com 
021- 9 9992-6412 R. Cabral
022- 9 9217-2048 Camilo Martins

Data da Prova: 20/09/2014
Local de Realização: Petrópolis, RJ
Site do Evento: http://www.facebook.com/copasudesterallyindoor
Site de Inscrição: http://www.t15.com.br/provas/70/i-itaipava-off-road

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

TRANSAMAZÔNICA CHALLENGE 2015

TAC 2015 - TRANSAMAZÔNICA CHALLENGE 



E começam os preparativos para a aventura de 2015, acompanhem aqui no Blog e no facebook Holanda4x4.

Todas as novidades do roteiro 2015, incluindo um roteiro que não será revelado até o começo da aventura.

Preparem-se que em 2015 serão três rotas diferentes, cada uma com mais aventura a adrenalina que a outra.  

Quer participar? Enviei um e.mail para sergio@holanda4x4.com.br e faça parte da seleção de participantes 2015, as vagas são limitadas. 

Vídeos HOLANDA4x4

TAC 2014

Roteiros

TAC 1 – Mud Extreme (De 04 à 12 de Março)

Este trajeto é bem caracteristico pela lama ao extremo, com muitas dificuldades de condução, muitos atoleiros gigantes e uma estrada muito perigosa em termos de condução, possibilidade de tombamento nos atoleiros, caso não sigam as orientações e perigo no acampamento devido a onças e cobras.

- Humaitá (Ponto de encontro para reunir o grupo, vistoriar os veículos e preparação).

- Lábrea (dependendo das condições do caminho de 15horas há dois dias até retornar. Esse trecho consumiria então de 4 a 5 dias, se não tivermos nenhum problema, e levando em consideração que cheguemos a Lábrea, pois devido às condições climáticas pode ser que a estrada esteja interditada. Humaitá – Lábrea – Humaitá 400 km. Neste trajeto é possível pernoites na estrada, ou não, depende das condições do trajeto.

- Humaitá – Manaus 680 km em torno de 2 a 3 dias depende do estado da estrada, das pontes e se teremos algum problema com os veículos, pois esta estrada é muito esburacada. Entre um a dois acampamentos no caminho.

Esta rota finaliza em Manaus, de onde os participantes podem escolher duas formas de retornar, enviar seus veículos por transportadora e retornar de avião, ou embarcar em um catamarã para Santarém e de lá seguir pela BR 163. Este catamarã possui datas especificas, podendo ser difícil conseguir alinhar as datas. Outra possibilidade é retornar pela BR 319 para Porto Velho, já que o trajeto já será conhecido.

TAC 2 – Serra do Sol (De 15 à 25 de Março)

Conhecido por ser uma trilha perigosa de desfiladeiros, travessias de riachos e pequenos rios, subidas íngremes e longas, com grandes quedas laterais, a trilha de Serra do Sol é uma trilha extremamente técnica e exige muito controle sobre o equipamento, além de preservar ao máximo o veículo durante o trajeto, visto que é complicado e dispendioso o conserto do veículo no trajeto.

A trilha possui uma beleza impar, uma Savana impressionante e uma vista fantástica da Serra do Sol e do Monte Roraima, chegamos próximo a sua base no lado Venezuelano.

- Manaus – Boa Vista (saímos de Manaus cedo e pernoitamos em Boa Vista)

- Boa Vista – Santa Elena (chegamos a Santa Elena, na Venezuela e vamos comprar combustível e fazer as compras de mantimentos, quem quiser já pode levar de Manaus, alguns dos mantimentos e combustível serão entregues ao piloto do avião que irá levar para a Tapera, local do acampamento Base, juntamente com um cozinheiro, que e estará nos aguardando. Pernoitamos em Santa Elena e no dia seguinte seguimos para nossa aventura).

- Devemos retornar a Santa Elena no final do sexto dia, pernoitar e partir de madrugada em direção a Manaus onde finalizamos a expedição.


TAC 3 – Novo Roteiro ( 28 de Março à 14 de Abril)

Este roteiro é uma aventura por matas fechadas, onde teremos que cortar arvores caídas, construir passagens e pontes. Estaremos abrindo uma estrada que atualmente está intransitada no meio de projetos de manejo abandonados, este trajeto é segredo e só será revelado na reunião do grupo em Manaus.

Além desse trajeto novo, que devido às condições existe a possibilidade de não conseguirmos passar, iremos ter nossa travessia de balsa com muito churrasco e tempestades no meio do Rio Amazonas, nosso trajeto de Juruti até Itaituba em área de manejo e finalizando em Alter do Chão, uma paradisíaca praia no Rio Tapajós, ao lado de Santarém e de lá a famosa TransUrurará finalizando nossa grande aventura em Uruará.

- Este trajeto deve levar de 12 a 16 dias, e devido as condições encontradas no trajeto novo existe a possibilidade de finalizar a expedição em Itaituba.






































Rally dos Sertões 2014 - Notícias Final

Glauber Fontoura e Minae Miyauti cruzam a rampa de chegada, em BH, como bicampeões


Equipe FD Rally Team conquista pelo segundo ano consecutivo o título na categoria Super Production e ainda é a sétima melhor dupla na Geral

No sábado, a FD Rally Team completou os últimos 74,20 quilômetros de trecho cronometrado da 22ª edição do Rally dos Sertões e comemorou o bicampeonato na Super Production. A dupla que representa a região do Alphaville(SP), finalizou a etapa entre Diamantina e Belo Horizonte em segundo lugar na categoria, mas o resultado não comprometeu a conquista do título. Glauber Fontoura e Minae Miyauti completaram a prova em 1h08min56s, pouco mais de 5min atrás do primeiro colocado.

A chegada foi realizada em frente à Igreja São Francisco de Assis, na Lagoa da Pampulha, principal cartão postal de Belo Horizonte. Mais de três mil pessoas assistiram a FD Rally Team subir a rampa e comemorar o resultado. O entrosamento da dupla e a afinidade da equipe foram os principais fatores para a conquista do bicampeonato:

"Após muitos anos no Sertões, posso dizer que estes dois últimos foram mais que especiais. A parceira com a Minae deu muito certo, porque amadurecemos no último ano. Além disso, viemos para o Sertões com uma equipe excelente e ótima infraestrutura. A equipe RalliArt fez a diferença. Agradeço a cada um dos mecânicos que deram duro e se dedicaram para colocar o nosso carro novinho a cada largada. Sem esses caras, não teria rali", declara Fontoura.

A última etapa, que sofreu redução de 51,68 quilômetros, devido a um acidente com um carro, teve surpresas para Fontoura e Minae, mas a tensão passou na chegada à capital mineira: "Logo na largada, nos deparamos com um vazamento de óleo, mas nosso apoio conseguiu resolver o problema. Foi tenso, porque mesmo com a vantagem de tempo, viemos monitorando o carro. Graças a Deus não deu problema, porque o rali só acaba mesmo no parque fechado, com ou sem vantagem. Agora é comemorar o título!", conta Minae.

Durante sete dias, o 22º Rally dos Sertões percorreu 2.679 quilômetros, entre Goiás e Minas Gerais, passando por sete cidade de dois estados. A FD Rally Team venceu cinco etapas com folga, finalizando com uma vantagem de 1h11min na Super Production. Além disso, Fontoura e Minae completaram o Sertões no pelotão de elite dos carros, como a sétima dupla mais rápida desta edição. 


Este foi o segundo ano que Fontoura disputou o Sertões como piloto. Desde 2001, o competidor participa do segundo maior rali do mundo, mas no ano passado, decidiu mudar de posição. Para participar desta novidade, Fontoura convidou Minae, que até então tinha navegado somente em ralis de regularidade, por mais de uma década. A competidora também comemora as evoluções da dupla e equipe: "Do ano passado pra cá, amadurecemos muito a nossa comunicação e isso reflete nos resultados. Além disso, nossa equipe também nos dá um excelente feedback, até mesmo nos orientando onde podemos arriscar mais ou como montar as estratégias".

Veja como foi cada dia da FD Rally Team durante o Sertões pelo Facebook da equipe: http://migre.me/iWCqX.

A FD Rally Team, equipe da região de Alphaville (SP), conta com patrocínio da Fontoura Dias Stands e apoio da Ralliart Brasil (divisão da Mitsubishi Motors Brasil).

Resultado 7ª etapa - Super Production (extra-oficial) - 30/8
1) 331 Glauber Fontoura/Minae Miyauti, 2h5min30s
2) 312 Régis Braga/Kika Braga, 2h2min4s
3) 337 Alberto Wanderley/Luciano Wanderley, 1h16min32s

Acumulado após sete etapas - Super Production (extra-oficial)
1) 331 Glauber Fontoura/Minae Miyauti, 19h23min41s
2) 312 Régis Braga/Kika Braga, 20h34min12s
3) 337 Alberto Wanderley/Luciano Wanderley, 28h20min32s

----------------------------------------------------------------------------------------------------

 Rally Team/NWM vence no cronômetro

Somados apenas os trechos cronometrados, o Ford Ranger 4x4 de Cristian Baumgart/Beco Andreotti fez a melhor marca no acumulado. Última etapa foi encurtada e gerou polêmica, entregando a vitória nas mãos de Spinelli/Haddad

30/08 - 7ª etapa - Diamantina (MG)-Belo Horizonte (MG)
Deslocamento inicial: 59 km
Trecho especial: 125 km (encurtada para 74 km)
Deslocamento final: 146 km
Total do dia: 331 km

O Rally dos Sertões terminou neste sábado após 331 quilômetros entre as cidades de Diamantina (MG) e a capital Belo Horizonte, definindo os campeões de todas as suas modalidades e categorias. No entanto, o maior rali do país terminou com uma polêmica entre os carros. 

Nos 125 quilômetros previamente válidos de especial, o Toyota Hilux da dupla Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin venceu o trecho com 1h37min21s, um minuto e vinte segundos à frente do Ford Ranger 4x4 de Cristian Baumgart/Beco Andreotti - vencedores da etapa anterior -, seguido do outro Ranger do X Rally Team/NWM de Marcos Baumgart/Kleber Cincea. Em quarto veio a dupla da Mitsubishi, formada por Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, 5min37s atrás dos vencedores, depois de terem parado para trocar um pneu furado a dez quilômetros do fim da especial.

Este resultado daria o título do Sertões 2014 a Varela e Gugelmin, deixando Cristian Baumgart e Beco Andreotti em um bom segundo lugar na primeira participação do Ford Ranger construído pela NWM Motorsports e trazido pelo X Rally Team no Brasil. 

A quilometragem foi cumprida pela maior parte dos competidores, mas um acidente ainda no km 77 da prova, com o protótipo da categoria Pró-Brasil, de Zeca Sawaya e Marcelo Haseyama, bloqueou o trecho impedindo a passagem dos competidores restantes. Por isso, a direção de prova decidiu interromper a especial e declará-la válida com final no km 74 - trecho do último waypoint antes da interrupção, já que outros carros não conseguiam passar em virtude do bloqueio da pista.

Assim, mesmo com os carros da categoria T1 FIA tendo completado toda a especial (pois passaram pelo trecho crítico antes do acidente), para eles também passou a valer os tempos computados até o km 74, beneficiando a dupla formada por Guilherme Spinelli e Youssef Haddad, que só haviam parado para trocar os pneus no km 115 do trecho, alterando o resultado também na categoria que não fora prejudicada pelo acidente acontecido logo depois.

A interrupção diminuiu a desvantagem do Mitsubishi ASX de 5min37s do trecho completo para apenas 1min17s até o km 74, deixando Spinelli e Haddad com vantagem suficiente para se manter em primeiro na soma dos tempos e conquistar mais um título do Rally dos Sertões.

"É o regulamento do Sertões, e temos que acatar, por mais que achemos injusto o corte da especial depois de todos os carros T1 FIA terem passado, é o resultado que vai valer. No Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country funciona da maneira mais correta, mas estamos no Sertões e as regras que prevalecem são as do evento", lamentou o navegador Beco Andreotti, que termina o rali em terceiro ao lado do parceiro Cristian Baumgart.

"Levamos um penal que adicionou cinco minutos na nossa soma ainda no primeiro dia de rali por termos perdido um waypoint no deslocamento final. Uma coisa que até o ano passado era somente passível de multa. Tanto é que na ocasião os próprios comissários reconheceram e disseram que vão estudar o assunto para o próximo ano. Isso aniquilou as nossas chances, por mais tempo que recuperamos durante todo o rali.", apontou Cristian.

"Dentro das especiais não cometemos nenhum erro, não sofremos nenhuma penalização. Se isso prevalecesse, teríamos sido os campeões. Mas sinceramente eu acho que o Varela merecia este título pela maneira que ele pilotou. Ele esteve rápido o tempo todo e levou uma punição de dez minutos dentro da especial em uma zona de radar no segundo dia", explicou.

Marcos Baumgart fez uma leitura diferente. "Acho que este Sertões foi um grande teste para nós. Enquanto nossos concorrentes já tinham a mão do carro, já competiam com ele há pelo menos dois anos, nós iniciamos o Sertões com dois carros completamente novos e, no caso do Cristian, ele começou o rali tendo andado apenas 150 quilômetros com o Ford Ranger", destacou.

O navegador Kleber Cincea já aposta em um projeto de longo prazo. "Foi um grande Sertões, mas é uma pena ter terminado desse jeito. O rali todo foi muito competitivo e até hoje cedo qualquer um dos três primeiros podia sair campeão. Repito: uma pena ter terminado desse jeito, mas ano que vem a equipe estará ainda mais preparada e nós quatro bem mais acostumados ao carro", afirmou.

Foi a primeira experiência da NWM Motorsports no Brasil, e após a estreia dos Ford Ranger 4x4 no Dakar deste ano, o time sul-africano veio ao Brasil com o X Rally Team com algumas atualizações nos carros. O chefe da equipe, Neil Woolridge, destacou a performance dos dois carros no rali.

"Acho que para uma primeira experiência, foi fantástico. Cristian e Marcos pilotaram muito bem, mesmo tendo pouquíssimo tempo com estes carros, que são muito diferentes do que eles estavam acostumados. Ainda houve o problema no câmbio do carro do Marcos, e a peça será entregue à fabricante para que o defeito seja investigado. De qualquer forma, minha avaliação é positiva", disse.

"Nas especiais eles foram os mais rápidos e os mais regulares. Eles se colocaram entre os favoritos e andaram a maior parte do tempo na frente de campeões do rali. O regulamento serve para colocar ordem nas coisas. Às vezes ficamos contentes com ele, outras vezes não. Assim é o esporte, assim é a vida. O importante é termos iniciado um excelente relacionamento com o X Rally Team, e estes sete dias foram fantásticos", resumiu o preparador.


Confira os tempos da sétima e última etapa (cat. T1 FIA)
1-) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (Toyota Hilux) - 52min49s
2-) Cristian Baumgart/Beco Andreotti (Ford Ranger) - 53min04s (-15s)
3-) Guilherme Spinelli/Youssef Haddad (Mitsubishi ASX) - 54min07s (-1min17s)
4-) Marcos Baumgart/Kleber Cincea (Ford Ranger) - 55min03s (-2min13s)

GERAL ACUMULADO (T1 FIA):
1-) Guilherme Spinelli/Youssef Haddad (Mitsubishi ASX) - 17h06min43s
2-) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (Toyota Hilux) - 17h08min38s (-1min54s)
3-) Cristian Baumgart/Beco Andreotti (Ford Ranger) - 17h09min11s (-2min27s)
4-) Marcos Baumgart/Kleber Cincea (Ford Ranger) - 28h26min51s (11h20min07s)

-------------------------------------------------------------------------------------------

Ford Racing Trucks/ Território Motorsport chega a Belo Horizonte como Campeã do Rally dos Sertões 



Piano conquista seu sétimo título, Mendes o sexto e a equipe contabiliza agora oito títulos consecutivos na maior prova off-road do Brasil

Líderes de ponta a ponta da 22ª edição do Rally dos Sertões, Edu Piano, Solon Mendes e Carlos Sales confirmaram o favoritismo e conquistaram, no último sábado (30), o título de Campeões 2014, nos Caminhões. A bordo do F4000 Território 4x4 o time cruzou a rampa de chegada, em frente á Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte (MG), com o dever cumprido. Trata-se do oito título consecutivo da equipe, de Tatuí (SP), oficial da Ford Caminhões na competição e o sétimo como campeão de Piano, sexto de Mendes e segundo de Sales.

"Este ano o título tem um sabor diferente, porque decidimos somente alguns dias antes que viríamos para prova, porque a situação está difícil . E viemos para o Sertões com uma equipe super reduzida (seis pessoas) e foi sensacional, porque foi um rali que tive tempo de me divertir e curtir mais a prova e os bastidores", explicou Piano, que também é chefe de equipe e preparador de carros de competição e, quando vem ao Sertões, sempre tem responsabilidades maiores do que apenas pilotar. Completou 19 participações consecutivas na prova e é um dos recordistas de títulos nos Caminhões.

Invicto, o time venceu o Prólogo e mais seis etapas consecutivas, só não conseguiu acelerar na sétima e última etapa porque a Especial para a categoria Caminhões acabou não sendo disputada. O trio mantinha uma vantagem de mais de 1hora no acumulado e inevitavelmente não comemoraria mais uma vitória. Foram 17h53min10s contabilizados de Especiais contra 18h27min54s do segundo colocado.

Mesmo nesta edição a configuração da prova ter tido sete ao invés de dez etapas e aproximadamente 2.600 quilômetros de roteiro - mil a menos que edição do ano passado -, a prova não deu moleza aos competidores. O veterano time mostrou sua experiência e garra do início ao fim e superou as dificuldades do trajeto: logo na primeira etapa o Piano pilotou mais de 100 quilômetros de Especial sem freio, em outra etapa tiveram um pneu furado e mesmo na reta final do rali quando tiveram problemas de ultrapassagem com um adversário da categoria que quase lhes custou o título.

O cearense Mendes, também é veterano na modalidade, com 30 anos de off-road, completou 16 participações no Rally dos Sertões, sendo que todos os seis títulos do Sertões foram conquistados na equipe, ao ado de Piano. "Fizemos o que precisava ser feito, conquistamos mais um título para a equipe. Alguns subestimaram o tamanho do rali, devido ao percurso mais reduzido, mais foram dias difíceis, complicados e, ainda assim, conseguimos passar por todas as adversidades do percurso e vencer invictos. Estamos muito felizes com o resultado e agradeço a Deus por ter permito mais esta vitória", ressaltou o navegador.

Sales, o mecânico e co-piloto, comemorou seu bicampeonato: "É muito bom ver que nosso trabalho e dedicação foram compensados no final. A parceria com Edu e Solon é sensacional, uma aprendizado e uma lição que vou levar por todo a vida."

"Foi um Sertões prazeroso com um percurso diversificado e que gostei muito de pilotar. Acredito que um rali de sete dias, se encaixou bem à atual situação, porque talvez não seriam quase 200 competidores participando, o grid poderia ter sido menor se fossem dez dias. No mais, quero agradecer a dedicação dos meus companheiros de equipe e a Ford Caminhões, Cummins, Garrett e aos demais parceiros que acreditaram mais uma vez no potencial do nosso time", finaliza Piano.

Entre Goiânia (largada) e Belo Horizonte (chegada) - 23 a 30 de agosto - , o Sertões 2014 passou por mais cinco cidades. Sediaram o rali pela primeira vez: Catalão (GO) e as cidades mineiras Paracatu e São Francisco. Completaram o percurso, Caldas Novas (GO) e Diamantina (MG), que já receberam a prova em outras edições.

Mais informações no site www.territoriomotorsport.com.br/rally ou na página da equipe no Facebook http://migre.me/l4b7p 

A equipe Ford Racing Trucks/Território Motorsport, que tem sede em Tatuí, no interior de São Paulo, tem parceria com: Ford Caminhões, Cummins, Garrett, Tortuga, Termicom, Truckvan, SuperCooler, Platodiesel, Fix, Território 4x4 Comercial e Casa Domingues de Pianos.

Resultado Acumulado, após sete etapas: 
Categoria Caminhões
1 #401 EDU PIANO/SOLON MENDES/ANTONIO SALES (FORD RACING TRUCKS) 17h15min42s 
2 #403 FELICIO BRAGANTE/EVANDRO BAUTZ/PACO CORDER (ASA ALUMÍNIO RALLY TEAM) 18h27min54s
3 #402 GUIDO SALVINI/FLAVIO BISI/FERNANDO CHWAIGERT (MOBIL DELVAC SALVINI RACING) 20h59min28s

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Luiz Facco e Humberto Ribeiro sobem ao pódio ao final do Rally dos Sertões

Equipe Acelera Siriema venceu o Prólogo e mais três etapas na categoria, chegou a ficar entre as cinco duplas mais velozes do rali na Geral e terminou em terceiro na Pró Brasil
Após completar um roteiro de sete etapas, com aproximadamente 2.600 quilômetros entre os estados de Goiás e Minas Gerais, a maior prova off-road do Brasil terminou no último sábado (30), em Belo Horizonte. Pela 11ª vez, a equipe paulista Acelera Siriema cruzou a rampa de chegada com o dever cumprido e Luiz Facco e Humberto Ribeiro subiram ao pódio ao final de mais um desafio. Desta vez, a dupla garantiu o terceiro lugar na Pró Brasil da 22ª edição do Rally dos Sertões. A bordo da Mitsubishi L200 Triton SR a dupla abriu o rali vencendo o Prólogo - disputado em linha e em percurso de 10 quilômetros - e depois foi a mais rápida em três etapas, incluindo o dia da temida Maratona que não permite apoio mecânico. Chegou a se destacar entre os cinco duplas mais velozes na geral da categoria Carros, em meio as máquinas importadas da competição. Apesar do desempenho exemplar durante a competição, uma penalização logo na primeira etapa, devido a quebra de um sensor do motor, dificultou os atuais Campeões Brasileiros de Rally Cross Country da Pró Brasil de brigar pelo título do Sertões 2014. Facco e Ribeiro foram guerreiros e imprimiram um ritmo forte durante toda a competição, tanto que haviam vencido também a sétima e última etapa (seria o quinto dia de vitória), porém um acidente com um competidor mudou o resultado final - organização resolveu cancelar a parte da Especial, após o trecho deste acidente. "O rali como um todo teve um contexto diferente das edições anteriores, além de mais curto, teve uma exigência menor de competidores e equipamentos. Mas foi uma prova legal e tivemos importantes vitórias como nas duas etapas que foram maratona e o terceiro lugar foi um excelente resultado, diante do incidente que tivemos no início e nos foi acrescido 2h30 no nosso tempo", ressalta Facco, piloto bicampeão do Rally dos Sertões, em 2009 e 2010, na categoria Super Production. Segundo o piloto, a avaliação da participação da equipe nesta edição foi positiva, pois mostrou também que o carro evoluiu muito no último ano e que a equipe está cada vez mais estruturada. "Nosso carro está bem competitivo tanto que terminamos posicionados entre os melhores carros brasileiros do grid. Temos uma equipe muito focada e competente e todo este trabalho está refletindo nas nossas conquistas", explica. Para Ribeiro, que é de Teresina (Piauí), e completa a segunda temporada na equipe todo o rali deixa um aprendizado. "Infelizmente esta penalização engoliu nossas chances de buscar o título, mas estabelecemos uma meta de sermos agressivos e tentar vencer as demais etapas e tirar parte deste tempo acrescido e, conseguimos, vencemos no final, quarto dias. A equipe é muito profissional e o saldo foi positivo, pois o carro está cada vez mais potente", afirma o navegador. Com o fim do Rally dos Sertões, cujas três primeiras etapas somaram pontos para o ranking nacional, a dupla volta a focar no Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country, onde é uma das ponteiras. Os vencedores da 22ª edição foi a dupla Guiga Spinelli/ Youssef Haddad, na categoria Carros, mas também participaram da competição as categorias Motos, Quadriciclos, UTV´s e Caminhões que totalizaram quase 200 competidores. Conheçam também a página da equipe no Facebook:http://migre.me/jaI3x e também conheçam o novo site da equipe www.acelerasiriema.com.br A Equipe Acelera Siriema, com sede na região de Alphaville (SP), conta com o patrocínio da Gonçalves S/A Indústria Gráfica, Yokohama e apoio da Fontoura Dias Stands e Acelera Siriema Rally. Resultado da 7ª e última etapa do Rally dos Sertões Resultado Categoria Pró Brasil (Três primeiros) 1 #356 JORLEY JR./MAYKEL JUSTO (MEM MOTORSPORT) 00h58min03s 2 #310 LUIZ FACCO/HUMBERTO PIAUÍ (ACELERA SIRIEMA) 00h59min21s 3 #304 ROBERTO CORREIA/FLAVIO FRANCA (PROMACCHINA RALLY) 01h04min07s Carros - Geral (resultado dos 10 melhores da sétima etapa) 1 #308 REINALDO VARELA/GUSTAVO GUGELMIN (DIVINO FOGO RALLY TEAM) 00h52min49s 2 #316 CRISTIAN BAUMGART/BECO ANDREOTTI (X RALLY TEAM / NWM) 00h53min04s 3 #302 GUIGA SPINELLI/YOUSSEF HADDAD (MITSUBISHI PETROBRAS) 00h54min07s 4 #303 MARCOS BAUMGART/KLEBER CINCEA (X RALLY TEAM / NWM) 00h55min03s 5 #356 JORLEY JR./MAYKEL JUSTO (MEM MOTORSPORT) 00h58min03s 6#320 SYLVIO BARROS/EDUARDO BAMPI (MITSUBISHI RALLIART BRASIL) 00h58min20s 7 #364 ROMEU FRANCIOSI/ROGERIO DE ALMEIDA (MITSUBISHI RALLIART BRASIL) 00h58min26s 8 #310 LUIZ FACCO/HUMBERTO PIAUÍ (ACELERA SIRIEMA) 00h59min21s 9 #360 JOÃO FRANCIOSI/RAFAEL CAPOANI (MITSUBISHI PETROBRAS) 00h59min58s 10 #322 MICHEL TERPINS/SVEN VON BORRIES (MEM - BULL SERTOES) 01h01min17s Resultado final Rally dos Sertões 2014 - Categoria Pró Brasil (Três primeiros) 1 #356 JORLEY JR./MAYKEL JUSTO (MEM MOTORSPORT) 18h54min09s 2 #304 ROBERTO CORREIA/FLAVIO FRANCA (PROMACCHINA RALLY) 20h30min32s 3 #310 LUIS FACCO/HUMBERTO PIAUI (ACELERA SIRIEMA) 21h24min40s  

sábado, 30 de agosto de 2014

Rally dos Sertões 2014 - Notícias 7

 Com estratégia perfeita, Baumgart/Andreotti vence especial mais disputada

Dupla do Ford Ranger apostou em estratégia na penúltima etapa do Rally dos Sertões para terminar apenas dois segundos à frente de Varela/Gugelmin e tirar 54 segundos de Spinelli/Haddad. Apenas 3min29s separam os três primeiros colocados entre os carros


29/08 - 6ª etapa - Diamantina (MG)/Diamantina (MG)
Deslocamento inicial: 23 km
Trecho especial: 159 km
Deslocamento final: 30 km
Total do dia: 213 km

A penúltima etapa do Rally dos Sertões, disputada nesta sexta-feira (29) nos entornos de Diamantina (MG), foi uma das mais atípicas da história da competição - se não a mais atípica. A parte mais alta da cidade, onde está instalado todo o parque da apoio das equipes, recebeu uma forte chuva de granizo no início da tarde, bem no momento em que os carros ainda aceleravam na especial de 159 quilômetros. O trecho de competição, no entanto, não foi atingido pela água que caiu do céu mineiro.

Além de chover no Sertão, a disputa hoje foi a mais apertada do rali até agora, com vitória do Ford Ranger de Cristian Baumgart/Beco Andreotti, do X Rally Team/NWM, apenas dois segundos à frente do Toyota Hilux de Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin, e somente 54 à frente do Mitsubishi ASX de Guilherme Spinelli/Youssef Haddad. O segundo Ford Ranger, de Marcos Baumgart/Kleber Cincea, voltou à prova depois da quebra do eixo de transmissão do câmbio na especial de ontem, o que deu algumas horas a mais de trabalho para os mecânicos sul-africanos da NWM e do X Rally Team na troca da peça na última noite.

"A partir daí, para o Marcos e o Kleber o objetivo é terminar a prova. Então eles se dedicaram a nos ajudar na especial de hoje e deu muito certo", disse Cristian Baumgart. "Nosso chefe de equipe e o Beco se debruçaram sobre o regulamento ontem à noite e consultamos a CBA para adotarmos uma estratégia, que no fim das contas deu muito certo", apontou.

Kaique Bentivoglio, chefe de equipe do X Rally Team, e o navegador Beco Andreotti traçaram uma estratégia em que apenas dois pneus do Ford Ranger #316 fossem trocados dentro do parque fechado pelo tempo regulamentar, e que pouco antes do fim da zona de radar, e que marcava o início da especial, Marcos e Kleber realizassem a troca dos outros dois pneus, deixando o carro com quatro pneus novos.

Assim, já sem chances de vitória no geral, Marcos e Kleber obedeceram a ordem de largada da categoria e saíram em quarto, mas saíram antes dos dois minutos regulamentares para chegar antes ao ponto de largada do trecho cronometrado e fazer a troca dos dois pneus do #316. Após a troca, o #303 retornou à posição original e saiu dois minutos depois de Spinelli e Haddad. "Foi no relógio", impressionou-se o navegador Beco Andreotti.

Kleber Cincea, navegador de Marcos Baumgart, também achou sensata a decisão. "Para nós outro penal não faria diferença alguma, já que forfetamos (o forfete é o abandono da etapa) a primeira perna da maratona e por isso não teríamos mais chance nenhuma. Fazia todo sentido ajudarmos o outro carro da equipe, claro que sem prejudicar ninguém. E nosso objetivo para hoje foi bem cumprido", lembrou.

"Acho que muita gente se surpreendeu. Alguns pilotos ficaram até assustados e reclamaram via rádio para a organização. Mas havíamos dissecado o regulamento e consultado os comissários desportivos. Estávamos cientes da penalização que o Marcos e o Kleber levariam, mas em nenhum momento faríamos algo para prejudicar outros competidores. Tanto é que depois o Marcos e o Kleber voltaram à posição original de largada e a prova transcorreu tranquilamente. A questão é que nós vamos nos ajudar sempre, somos uma equipe extremamente unida, uma família, mas jamais vamos adotar subterfúgios que possam prejudicar um adversário", explicou Andreotti.

A estratégia funcionou, e Cristian e Beco venceram a primeira especial com o Ford Ranger da NWM/X Rally Team - a mais disputada do rali até agora. A vitória permitiu à dupla do carro amarelo da Vedacit/Cidade Center Norte diminuir em 54 segundos a desvantagem para os líderes.

A etapa final do Sertões amanhã entre Diamantina e a capital mineira Belo Horizonte tem tudo para ser uma das mais eletrizantes disputas entre os carros da categoria T1 FIA, com apenas 3min29s separando os três primeiros colocados. Serão 331 quilômetros entre as duas cidades, com 146 km de pura expectativa para as três duplas postulantes ao título.


Confira os tempos da sexta e penúltima etapa (cat. T1 FIA)
1-) Cristian Baumgart/Beco Andreotti (Ford Ranger) - 2h33min06s
2-) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (Toyota Hilux) - 2h33min08s (-2s)
3-) Guilherme Spinelli/Youssef Haddad (Mitsubishi ASX) - 2h34min00s (-54s)
4-) Marcos Baumgart/Kleber Cincea (Ford Ranger) -2h34min55s (-1min49s)

GERAL ACUMULADO (T1 FIA):
1-) Guilherme Spinelli/Youssef Haddad (Mitsubishi ASX) - 16h12min36s
2-) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (Toyota Hilux) - 16h15min48s (-3min11s)
3-) Cristian Baumgart/Beco Andreotti (Ford Ranger) - 16h16min06s (-3min29s)
4-) Marcos Baumgart/Kleber Cincea (Ford Ranger) - 21h56min48s (5h44min12s)*
Dupla penalizada em cinco horas pela quebra na maratona e em 30 minutos na zona de radar 

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Ford Racing Trucks/ Território Motorsport parte para a etapa final como favorita ao título
Invicto, o trio Edu Piano/Solon Mendes/Carlos Sales venceu a sexta Especial consecutiva da 22ª edição e se prepara para a última etapa rumo a Belo Horizonte

A penúltima etapa da 22ª edição do Rally dos Sertões, disputada nesta sexta-feira, em Diamantina, Minas Gerais, também terminou com vitória da Ford Racing Trucks/Território Motorsport, a equipe completou o trecho cronometrado em 3h20m13s. Há seis dias consecutivos o trio Edu Piano, Solon Mendes e Carlos Sales lidera de ponta a ponta as Especiais e abriu mais de hora de vantagem, no acumulado, do segundo colocado nos Caminhões.

A etapa não deu moleza aos competidores, que na verdade, foram presentados com uma prova digna de Sertões - pedras e mais pedras, trial, trechos travados outros sinuosos, serra e piso de areia pesada no final. "Foi uma Especial dura, bem quebradeira, com pedra o tempo todo, subida de serra, completa, do jeito que apreciamos e fechou o final da etapa Maratona em grande estilo. Gostei bastante e vencemos mais uma", diz o hexacampeão Piano, que do alto de sua 19ª participação na maior prova off-road do País, segue para mais uma final como favorito.

"Queremos administrar essa vantagem e chegar em Belo Horizonte. Mesmo porque, rali só acaba quando colocamos o veículo no parque fechado. Então será mais um dia que vamos largar focados em um bom resultado, mas com uma diferença , amanhã é a grande final", completa Piano.

"A Especial foi punk como vocês dizem, mas lá no Nordeste chamamos de arretada, foi difícil para caramba. Paramos também para ajudar um carro na serra, e quase estouramos o tempo estipulado, tanto que o limite da prova foi estendido pela organização, porque não daria tempo", conta Mendes. "Mas graças a Deus completamos mais um dia com muita navegação, que exigiu demais do piloto e do equipamento. O caminhão está inteiro e vamos nos preparar para amanhã fazer uma prova limpa, como sempre fizemos e colocar o caminhão no parque de apoio em BH", diz o navegador de Fortaleza, no Ceará.

Neste sábado, a caravana do Sertões segue para a última parada, a capital mineira. A largada será em Diamantina e percurso será de 336,96 quilômetros, com um trecho cronometrado de 125,88.

Mais informações no site www.territoriomotorsport.com.br/rally ou na página da equipe no Facebook http://migre.me/l4b7p 

A equipe Ford Racing Trucks/Território Motorsport, que tem sede em Tatuí, no interior de São Paulo, tem parceria com: Ford Caminhões, Cummins, Garrett, Tortuga, Termicom, Truckvan, SuperCooler, Platodiesel, Fix, Território 4x4 Comercial e Casa Domingues de Pianos.

Resultado (extra-oficial) Etapa 9 - 29/08
Caminhões
1 #401 EDU PIANO/SOLON MENDES/ANTONIO SALES (FORD RACING TRUCKS) 3h20min13s
2 #403 FELICIO BRAGANTE/EVANDRO BAUTZ/PACO CORDER (ASA ALUMÍNIO RALLY TEAM) 3h21min53s
3 #402 GUIDO SALVINI/FLAVIO BISI/FERNANDO CHWAIGERT (MOBIL DELVAC SALVINI RACING) 4h01min22s

Resultado Acumulado (após seis etapas) 29/08
Caminhões
1 #401 EDU PIANO/SOLON MENDES/CARLOS SALES (FORD RACING TRUCKS) 13h55min42s
2 #403 FELICIO BRAGANTE/EVANDRO BAUTZ/PACO CORDER (ASA ALUMÍNIO RALLY TEAM) 15h07min54s
3 #402 GUIDO SALVINI/FLAVIO BISI/FERNANDO CHWAIGERT (MOBIL DELVAC SALVINI RACING) 17h39min28s


Programação Última etapa - 22ª edição Rally dos Sertões:
30/08 - 7ª etapa - Diamantina (MG)/Belo Horizonte (MG)
Deslocamento inicial: 54,38 km
Trecho especial: 125,88 km
Deslocamento final: 151,96 km
Total do dia: 336,96 km
12h00 às 18h00: Chegada dos competidores
21h00: Cerimônia e Festa de Premiação

*Programação sujeita a alteração
----------------------------------------------------------------------------------------------

Fontoura/Minae conquistam a 5a vitória e estão a uma etapa de serem bicampeões

Dupla da FD Rally Team vence a penúltima Especial da 22ª edição, amplia vantagem na Super Produtcion e segue para BH

Administrar o tempo extra. Foi com esse propósito que a dupla Glauber Fontoura e Minae Miyauti finalizou a sexta etapa e último dia da Etapa Maratona, no 22º Rally dos Sertões. A prova ocorreu, nesta sexta-feira, somente em Diamantina, norte de Minas Gerais, e com pouco mais de 200 quilômetros. Mesmo com a vantagem na Super Production, piloto e navegadora conseguiram mais uma vitória e abriram a vantagem de 1h17m, do segundo colocado da categoria.

Com a sucessão de resultados positivos desde o início do rali, a dupla largou concentrada nesta sexta-feira: "Foi uma especial rápida, com bastante cascalho, em meio às montanhas. Novamente um visual muito bonito e com todo tipo de piso. O trecho foi difícil, mas como estamos com vantagem, resolvemos não arriscar nossa posição e apenas completar a prova", conta Fontoura.

Para Minae, terminar a Maratona - não é permitido apoio mecânico externo - foi um alívio: "Completar esses dois dias, trouxe uma sensação de que o rali está na reta final e fiquei um pouco tensa.Gostei bastante de tudo nesta Especial! A navegação foi precisa e o carro mais uma vez chegou ao final sem problemas".

Neste sábado, 30, a FD Rally Team parte em busca de mais um título na Super Production, mas sem arriscar ou comprometer o resultado. "Rali só acaba quando colocamos o carro no parque fechado. É isto que queremos fazer em BH", avisa piloto

Serão mais 336 quilômetros de rali entre Diamantina e Belo Horizonte, sendo 125,88 de trecho cronometrado. A chegada à capital mineira será a partir das 12 horas na Praça Geralda Damata Pimentel, em frente à Igreja São Francisco de Assis, popularmente conhecida como Igreja da Pampulha. No total, a caravana do 22º Rally dos Sertões terá completado 2.679 quilômetros entre Goiás e Minas Gerais, em sete dias de provas.

Confira de todos os detalhes da Equipe FD Rally Team pelo Facebook: http://migre.me/iWCqX.

A FD Rally Team, equipe da região de Alphaville (SP), conta com patrocínio da Fontoura Dias Stands e apoio da Ralliart Brasil (divisão da Mitsubishi Motors Brasil).

Resultado 6ª etapa - Super Production (extra-oficial) - 29/8
1) 331 Glauber Fontoura/Minae Miyauti, 2h57min45s
2) 312 Régis Braga/Kika Braga, 3h37min58s
3) 337 Alberto Wanderley/Luciano Wanderley, 3h42min21s

Acumulado após seis etapas - Super Production (extra-oficial)
1) 331 Glauber Fontoura/Minae Miyauti, 18h14min44s
2) 312 Régis Braga/Kika Braga, 19h31min2s
3) 337 Alberto Wanderley/Luciano Wanderley, 27h4min0s

Programação última etapa da 22ª edição do Rally dos Sertões
30/08 - 7ª etapa - Diamantina (MG)/Belo Horizonte (MG)
Deslocamento inicial: 54,38 km
Trecho especial: 125,88 km
Deslocamento final: 151,96 km
Total do dia: 336,96 km
12h00 às 18h00: Chegada dos competidores
21h00: Cerimônia e Festa de Premiação

------------------------------------------------------------------------------------------------------

Equipe Candide supera a Etapa Maratona e entra na reta final do Rally dos Sertões

Marcelo Damini (Santos/SP) e Carlos Brites (Rio de Janeiro/RJ) percorreram mais de 1.200 km nos dois últimos dias e se prepararam para a chegada à Belo Horizonte

Superação é a palavra para definir o que a dupla Marcelo Damini e Carlos Brites está passando nesta reta final do Rally dos Sertões. Entre quinta-feira (28) e esta sexta-feira, a dupla enfrentou a etapa Maratona - equipes não podem contar com apoio mecânico. O percurso foi entre São Francisco e Diamantina, cruzando principalmente a Serra da Canastra. No caminho, piloto e navegador enfrentaram novos imprevistos, mas conseguiram completar as etapas 5 e 6.

"Foram dois dias difíceis e, ainda, fomos bem conservadores, para poupar o carro. A Especial de quarta-feira foi dura, mas finalizamos bem, sem comprometer o carro. Mas hoje (29), além do trecho ter sido exigente, tivemos outras surpresas. Uma pedra bateu na região do cárter e nos deixou sem direção hidráulica, depois faltando 20 quilômetros para o término um pneu durou. Perdemos precisos minutos mais o importante foi completar", detalha o Brites, que finalizou a sexta etapa na 13ª colocação da Production T2.

Após percorrer cerca de 1.200 quilômetros sem auxílio mecânico, nesta sexta-feira, os mecânicos voltam a fazer uma revisão e ajustes na Mitsubishi TR4 ER para a etapa final do Rally dos Sertões. O único representante da Baixada Santista no rali, não vê a hora de chegar à capital mineira para cruzar a rampa.

No acumulado dos seis dias, a dupla ocupa a sexta posição da categoria, "Como estreamos este carro no mês passado e, em nova categoria, fiz uma pilotagem mais cautelosa, de chegada mesmo, e a adaptação ocorreu naturalmente ao logo da prova. Sempre é uma aventura participar do Sertões e, neste ano, não seria diferente. Só quero chegar e cruzar a rampa", explica Damini.

Neste sábado, o 22º Rally dos Sertões larga de Diamantina e chega à Lagoa da Pampulha, cartão postal da capital de Minas Gerais. Serão 336 quilômetros até BH, sendo 125,88 de trechos cronometrados. A chegada começa a partir das 12 horas na Praça Geralda Damata Pimentel, em frente à Igreja São Francisco de Assis, popularmente conhecida como Igreja da Pampulha.

Veja no Facebook da Equipe Candide notícias e fotos da dupla durante o Rally dos Sertões http://migre.me/l6FNd 

Marcelo Damini e Carlos Brites são patrocinados pela Candide. 

Resultado 6ª etapa (29/08) - Categoria Production T2 (extra-oficial)
1) 357 Nadimir Oliveira/Ricardo Silva, 3h00min53s
2) 344 Marcelo Mendes/Luis Felipe Eckel, 3h4min45s
3) 318 Wagner Roncon/Joselito Melo Jr 3h6min39s
4) 333 Paulo Amato/Rodrigo Mello, 3h7min27s
5) 319 Marcos Kffuri/Rodrigo Czech, 3h16min59s 
6) 341 Juliano Diener/Gilson Rocha, 3h19min19s
7) 354 Vilson Thomas/William Thomas, 3h19min53s
8) 347 Fabricio Silva/Luiz Pugliese, 3h21min49s
9) 363 Marco Tulio Lana/Leonardo Silva, 3h23min17s
10) 365 Cristiano Rocha/Anderson Geraldi, 3h23min43s
11) 317 Thiago Silva/Ivo Mayer, 3h24min17s
12) 366 Carlos Melo/Rafael Dias, 3h43min17s
13) 328 Marcelo Damini/Carlos Brites, 3h48min31s
14) 340 Pietro Branchina Neto/Henry Kirst, 6h10min0s
15) 352 PedroRado Filho/Joa Bicudo Filho, 10h10min0s

Acumulado após seis etapas - Categoria Production T2 (extra-oficial)
1) 318 Wagner Roncon/Joselito Melo Jr 19h43min36s
2) 357 Nadimir Oliveira/Ricardo Silva, 19h49min31s
3) 354 Vilson Thomas/William Thomas,19h58min16s
4) 317 Thiago Silva/Ivo Mayer, 20h14min29s
5) 344 Marcelo Mendes/Luis Felipe Eckel, 21h12min56s
6) 328 Marcelo Damini/Carlos Brites, 22h7min56s
7) 347 Fabricio Silva/Luiz Pugliese 22h12min34s
8) 363 Marco Tulio Lana/Leonardo Silva, 23h40min25s
9) 333 Paulo Amato/Rodrigo Mello, 23h49min37s
10) 341 Juliano Diener/Gilson Rocha, 24h42min22s
11) 365 Cristiano Rocha/Anderson Geraldi, 24h47min20s
12) 366 Carlos Melo/Rafael Dias, 25h43min56s
13) 319 Marcos Kffuri/Rodrigo Czech, 26h42min46s 
14) 340 Pietro Branchina Neto/Henry Kirst, 28h26min27s
15) 352 Pedro Rado Filho/Joa Bicudo Filho, 28h27min17s

30/08 - 7ª etapa - Diamantina (MG)/Belo Horizonte (MG)
Deslocamento inicial: 54,38 km
Trecho especial: 125,88 km
Deslocamento final: 151,96 km
Total do dia: 336,96 km
12h00 às 18h00: Chegada dos competidores
21h00: Cerimônia e Festa de Premiação

-------------------------------------------------------------------------------------------------------

Luiz Facco e Humberto Ribeiro são os mais rápidos também na penúltima etapa do Rally dos Sertões

Dupla já contabiliza três vitórias consecutivas na Pró Brasil. Além de cravar o melhor tempo na categoria, finalizou a etapa Maratona entre os Top 5 na Geral

No dia do final da segunda parte da etapa Maratona - não é permito apoio mecânico externo aos competidores - a Equipe Acelera Siriema novamente se destaca pelo seu desempenho. Nesta sexta-feira, Luiz Facco e Humberto Ribeiro venceram a penúltima etapa da 22ª edição do Rally dos Sertões na Pró Brasil e, ainda, foram a quinta melhor dupla a finalizar a Especial em laço, que largou e chegou em Diamantina, ao norte de Minas Gerais.

A dupla completou o trecho cronometrado de 178,87 quilômetros, em 2h46m17s. Apesar de curta em relação à etapa anterior foi uma Especial exigente, típica de um Rally dos Sertões. No percurso não faltaram trechos de trial, quebradeira, serra, precipícios, trechos sinuosos, piso de areia, travessias de rios e muitas, muitas pedras pelo caminho, que deixaram vários competidores pelo caminho.

"Foi bem pior que a etapa anterior, eram paredes de pedras para todos os lados, em trechos estreitos e bem sinuosos. Vínhamos forte no trecho até que o problema com o freio voltou a nos atrapalhar e pilotei cerca de 70 quilômetros sem freio." conta o piloto Facco.

Nesta reta final da maior prova off-road do Brasil, 39 carros continuam na disputa dos 43 que largaram em Goiânia. E a dupla da Equipe Acelera Sirema não mede esforços para sempre brigar pela ponta. "Esta penúltima Especial foi intensa demais e exigiu bastante navegação e estava bem prazerosa, não fosse o problema com o freio, conseguiríamos um melhor tempo. Agora o foco é fazer essa última Especial com estratégia e cautela", afirma Ribeiro.

O Rally dos Sertões termina neste sábado, na Praça Geralda Damata Pimental, em um dos cartões postais da capital mineira, a Lagoa da Pampulha. A partir do meio-dia começarão a chegar os primeiros competidores e a festa da chegada vai até 18 horas. Depois, a partir das 21horas, acontece a Festa de Premiação dos melhores da edição 2014 .

Conheçam também a página da equipe no Facebook:http://migre.me/jaI3x e também conheçam o novo site da equipe www.acelerasiriema.com.br 

A Equipe Acelera Siriema, com sede na região de Alphaville (SP), conta com o patrocínio da Gonçalves S/A Indústria Gráfica, Yokohama e apoio da Fontoura Dias Stands e Acelera Siriema Rally.

Resultado (extra-oficial) Etapa 6 - 29/08
Categoria Pró Brasil (três primeiros)
1 #310 LUIZ FACCO/HUMBERTO PIAUÍ (ACELERA SIRIEMA) 02h46min17s
2 #356 JORLEY JR./MAYKEL JUSTO (MEM MOTORSPORT) 02h51min26s
3 #314 MAURO GUEDES/NEURIVAN CALADO (MS RALLY) 02h57min25s

Geral
1 #316 CRISTIAN BAUMGART/BECO ANDREOTTI (X RALLY TEAM / NWM) 02h33min06s
2 #308 REINALDO VARELA/GUSTAVO GUGELMIN (DIVINO FOGO RALLY TEAM / OVERDRIVE) 02h33min08s
3 #302 GUIGA SPINELLI/YOUSSEF HADDAD (MITSUBISHI PETROBRAS) 02h34min00s
4 #320 SYLVIO BARROS NETO/EDUARDO BAMPI (MITSUBISHI RALLIART BRASIL) 02h45min51s
6 #310 LUIZ FACCO/HUMBERTO PIAUÍ (ACELERA SIRIEMA) 02h46min17s
7 #360 JOÃO FRANCIOSI/RAFAEL CAPOANI (MITSUBISHI PETROBRAS) 02h49min34s
8 #322 MICHEL TERPINS/SVEN VON BORRIES (MEM - BULL SERTOES) 02h50min28s
9 #356 JORLEY JR./MAYKEL JUSTO (MEM MOTORSPORT) 02h51min26s
10 #364 ROMEU FRANCIOSI/ROGEIRINHO DE ALMEIDA (MITSUBISHI RALLIART BRASIL) 02h51min38s

Programação da 22ª edição Rally dos Sertões:
30/08 - 7ª etapa - Diamantina (MG)/Belo Horizonte (MG)
Deslocamento inicial: 54,38 km
Trecho especial: 125,88 km
Deslocamento final: 151,96 km
Total do dia: 336,96 km
12h00 às 18h00: Chegada dos competidores
21h00: Cerimônia e Festa de Premiação

*Programação sujeita a alteração

-------------------------------------------------------------------------------------------------


TRANSAMAZÔNICA CHALLENGE 2011

Correio Técnico...

Tem alguma dúvida? Quer saber sobre algum assunto 4x4?
Mande um e.mail para: duvidas@transamazonicachallenge.com.br